2 de mar de 2017

O silêncio prudente



Fazemos muito planos, nos garantimos nas coisas que construímos, comemoramos, temos o ego inflado por tudo que temos, quando temos alguma coisa.   Que atire a primeira pedra aquele que nunca falou orgulhoso de suas conquistas, que nunca encheu a boca pra dizer o que conquistou, mesmo que esporadicamente, por mais humilde que sejamos, em algum momento pecamos e queremos mostrar para o mundo o que conquistamos, o trabalho bacana que temos, a casa bacana, o carro, a viagem de férias inesquecível, as festa de aniversário, o trabalho voluntário.  

Não há nada de errado em se orgulhar disso tudo, principalmente se é fruto de trabalho honesto e muita dedicação,  só temos que ter muito cuidado, cuidado absoluto de não exagerarmos, porque por mais que façamos planos, por mais que falamos que a vida é frutos de nossas escolhas, estou aqui pra te dizer que não é não. De vez enquanto a vida nos surpreende, ela te mostrar de maneira brusca que nada daquilo que você acreditava ter realmente era seguro, que se ela quiser pode te tirar tudo e um pouquinho mais sem pena, sem pensar duas vezes.  E vociferar que tudo o que temos é fruto das escolhas que fazemos é errado, a vida reserva rasteiras que as vezes nem sabemos de onde veio, pega de surpresa mesmo, te derruba no fundo do poço e você cai nele inerte ainda tentando assimilar como foi que tudo aconteceu, ou porque tudo aconteceu. E mais uma vez cuidado com o ego, com a garantia do ter pra ser, não sabemos qual desses "ter" é seu pilar de sustentação, por hora ele pode deixar de existir e você não se manter de pé.


Lidar com perdas, seja qual for é um desafio enorme, lidar com a possibilidade de perdas é pior ainda, é sofrer com o que pode não acontecer, ou sofrer com o que pode ser inevitável.  

Tenhamos prudência, em comemorar aquilo que temos. Tenhamos prudências para se prevenir pra desastres. Tenhamos prudências na hora de se planejar o futuro, porque com vinte e cinco anos de vida eu ainda não vi nada sair 100% como o planejado, há sempre tropeços, surpresas e problemas inesperados.   

Se eu tenho um conselho? Invista em experiências, seja ela qual for, isso ninguém nos tira, invista em educação, invista em você, porque conhecimentos adquiridos não fogem do dia pra noite, talvez com o que você aprendeu hoje pode ser o que vai te reerguer amanhã.

2 comentários:

  1. Forte e puro verdadeiro seu texto Dai, nem sempre tudo sai do jeito que planejamos e temos que estar firmes para aguentar os tropeços e tudo que pode acontecer ao longo do caminho. Uma ótima reflexão para esse ano que se inicia. E é com as experiências que vemos que todo planejamento há flutuações, seja elas boas ou ruins. Mas saiba que qualquer experiência é válida e qualquer mudança mesmo que seja ruim ela no final será o certo. Um beijo

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto Dai.E muito menos eu com 3.9 já vi saí exatamente como planejado, isso não acontece mesmo. Não temos como prever, não somos donos do tempo e não controlamos pessoas, situações, emfim não controlamos a vida. Quanto ao ego também concordo plenamente. bjs
    #ascariocasby

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, Esse é nosso cantinho interativo. Fique a vontade para deixar seu comentário, saiba que todos serão lidos e respondidos com toda atenção . Lembre-se de ser educado e elegante , esta é a única regra.

Image Map