6 de ago de 2016

Um câncer silencioso



Fui ontem almoçar em um restaurante perto do meu trabalho com uma amiga e ao pagar a conta um dos sócios do restaurante, por saber que trabalhávamos no banco, fez uma pergunta que deixava claro a sua sonegação de imposto.  Respondemos cordialmente sua dúvida, enquanto ele estava com um sorriso de "eu sou foda, sou esperto"  no rosto. 

Comecei a pensar depois disso na conversa  que havia tido com minha gestora no dia anterior, coincidentemente no mesmo restaurante. A cultura/moral brasileira é deturpada, vivemos em um país onde desde sonegar impostos, desviar dinheiro público  e jogar lixo no chão está enraizado de tal forma que não se tem mais vergonha de se admitir, pelo contrário, muitos enchem suas caras sonsas de orgulho e vociferam seus subterfúgios.  

A maior desculpa é de que não temos exemplos, "Se eu não faço, outro vai lá e faz", porém, esquecemos que  ser correto, em tudo na vida é a garantia de dormir sossegado, dormir sem ter medo de maiores problemas, sem ter medo de que a conquista de uma vida inteira possa ser levado por um "leaozinho" aí da vida, se é que me entendem.  Todavia além do medo deve haver um princípio majoritário, a ética e a certeza de que seu legado será o mais positivo possível.  

O que falta é perceber que a mudança que tanto precisamos começa a partir de nós mesmos e nos exemplos que passamos para nossas gerações que um dia serão os responsáveis pelo mundo em que viverão.  Pode ser clichê, você pode ter ouvido isso diversas vezes, mas convenhamos que de tão comum hoje não passam de meras palavras sem sentido, se observarmos a nossa atual conjuntura.  Mas não somos um povo sem salvação, pelo contrário, por mais que haja muito a ser aprendido ainda temos noção de julgamento de justiça, equidade, mesmo que tímidos. Conseguimos virar esse jogo, mesmo vivendo o efeito de uma sociedade corrompida, conseguimos ressecando as beiradas desse câncer,  o caminho é longo mas o ponto de partida é o estudo profundo  de três simples palavras: valor, ética e cultura. Três palavras que ouvimos todos os dias e que verdadeiramente poucas pessoas intendem suas definições, definições essas que se colocadas em prática podem mudar toda uma história e evitar metástases. 



Um comentário:

  1. Infelizmente o mundo é assim, e isso é desde as pequenas coisas. Digo do não jogar lixo na rua, minha bolsa as vezes volta para casa cheia de lixinhos porque estou dentro do ônibus e como algo ou não encontro uma lixeira no meio do caminho. E vejo tantas pessoas jogando o lixo na rua sabe, aí depois vem os casos maiores. O outro faz e daí? Ele pode e não acontece nada. Acho que vivemos num mundo de valores perdidos.
    Excelente texto! Mostra a nossa realidade, dura mas é isso mesmo. bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, Esse é nosso cantinho interativo. Fique a vontade para deixar seu comentário, saiba que todos serão lidos e respondidos com toda atenção . Lembre-se de ser educado e elegante , esta é a única regra.

Image Map