20 de out de 2015

Porque eu sou a favor da legalização do aborto




Me fizeram uma pergunta que realmente vale aquele textão. "Daiana, você é louca para ser mãe, tem dificuldade em engravidar, quer adotar e ainda assim é a favor do aborto? "  então vamos lá . Acho que o assunto hoje acima de qualquer coisa é sobre escolhas. Sou feminista, mas não feminista fanática, até porque tudo que se torna exagerado acaba vitimizando de mais, quando na verdade o objetivo deveria ser conscientizar e jamais vitimizar. Grandes mulheres não conquistaram grandes coisas se vitimizando. Sou louca para se mãe ? Sim. Tenho dificuldade em engravidar? Sim, por diversos motivos. Tenho vontade de adotar uma criança? Sim, mas essa vontade  jamais é oriunda da questão número dois, visto que mesmo se eu for mãe biológica um dia eu ainda assim irei adotar. É por último não menos importante, sou a favor da legalização do aborto? Sim.  Sou a favor da legalização do aborto e não do aborto em questão. Mas aí você me pergunta, como assim? Qual é a diferença ? Te explico. 

Primeiro, acredito que não deve haver justiça no mundo que decida se uma mulher deverá mudar a vida dela inteira por causa de uma criança.  Defendo o direito da mulher ter decisão soberana no que se refere a uma questão que só tem relação com seu próprio corpo.  Sou contra a realização do aborto, não acho que deva cair em banalização, visto que existem vários métodos contraceptivos que podem evitar uma gravidez indesejada, mas ao mesmo tempo defendo como direito absoluto da mulher decidir se levará essa gravidez indesejada à frente.  Acima de qualquer coisa ser mãe não deve jamais ser uma obrigação, mas sim uma escolha lúcida e essa escolha deve pertencer somente à uma única pessoa. 



Segundo, para quem não quer ver, percebam que o aborto já existe à muitos anos a diferença é que os que têm condições de arcar com os autos custos fazem isso de maneira confortável, com bons médicos e clínicas com preparo para o bom atendimento. Mas existem também mulheres que não tem essas condições e fazem o procedimento em clínicas carnificinas, o fato é que morrem mais de mil mulheres por ano fazendo esse procedimento em clínicas clandestinas, esse é um dado apenas das que morrem, existem aquelas que o fazem e sobrevivem que o governo não tem acesso aos números . Fato é que já existe, agora o jeito é não fechar os olhos e tentar regulamentar isso, organizar. 

Terceiro, legalizar o aborto não significa que os número de mulheres que interrompem em uma gravidez vá aumentar, pelo contrário, o aborto sendo legalizado o governo terá acesso aos números e poderia estudar mais as regiões em que isso ocorre  recorrentemente, dando assim espaço para maior conscientização , maior ampliação dos programas que distribuem e palestram sobre os contraceptivos além de evitar que clínicas clandestinas continuem operando nesse mercado "tão lucrativo". Na verdade seria uma questão de saúde pública. Além de outros benefícios como redução no índice de menor abandonado, redução das crianças em orfanatos, redução do número de mulheres presas por esse motivo.

Quarto, legalizar o aborto não significa que será interrompida a gravidez em qualquer período, pelo contrário, se legalizar o governo poderia regulamentar de maneira que seja feito com extrema segurança para a paciente e de maneira com que o feto não esteja desenvolvido. 


A questão é, o ato de abortar já existe, a questão agora é legalizar ou não , você sendo ou não a favor ele continuará ocorrendo todos os dias em alguma clínica por aí ou induzidas em casa causando mais mortes e consequentemente gastos de hospitais que atendem essas mulheres em caráter emergencial. 

A decisão deve ser tomada estudando os dados, estudando a situação e tentar ter discernimento para julgar esquecendo-se por um momento a religião ou qualquer paradigma que ela impõe sobre o assunto. 

 Ser contra o aborto é decidir por você. Ser contra a legalização do aborto é decidir por todas. Ser contra o aborto é não achar certo fazer um aborto. Ser contra a legalização do aborto é ser a favor da morte de milhares de mulheres e do abandono de várias crianças.  Reflita ! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, Esse é nosso cantinho interativo. Fique a vontade para deixar seu comentário, saiba que todos serão lidos e respondidos com toda atenção . Lembre-se de ser educado e elegante , esta é a única regra.

Image Map