30 de nov de 2014

A pior das prisões

Hoje enquanto estava no salão fazendo meu cabelo, como sempre fiquei bem atenta as conversas paralelas que só mulher sabe como é quando se esta em um salão. Uma das meninas começou a contar a historia de uma mulher que havia sido traída e que mesmo assim ela amava aquele homem com todas as forças. Estava tentando outros relacionamentos mas a dor e falta era inevitável . Os comentários foram desde piedade até a critica com relação a amor próprio. Amor próprio, esse é tão bonito na teoria, bonito também quando colocado em pratica, mas o caminho entre o papel até a construção do mesmo é longo, a vezes inalcançável para alguns. 




Um outro comentário paralelo, talvez o mais inteligente, falou que amar uma pessoa que nos faz sofrer e meio que uma prisão, estar em um relacionamento que te destrói por dentro é a pior das prisões.

Um comentário deste não poderia passar despercebido por mim, afinal quem nunca sofreu por uma amor que não era reciproco? E o pior dos sofrimentos é aquele proveniente de uma traição, vinda de alguém que você ama tanto ao ponto de não perder as esperanças dele um dia mudar. Mudança essa que talvez nunca ocorro, mas como dizem o famoso clichê a esperança é a ultima que morre. E realmente é a ultima, porque antes morre você,  morre sua paixão pela vida, morre sua vontade de acordar todos os dias ao amanhecer. 

Acredito em vária facetas de amor, e só porque um nos faz mal não significa que deixe de ser amor, infelizmente, é só mais uma das inúmeras maneiras de gostar. Existe aquele que constrói, que esta sempre ao seu lado e só acrescenta e existe aquele que destrói , subtraí, vira a sua vida de ponta a cabeça, te tira o folego, te deixa com raiva, mágoa e mais uma porção de sentimentos ruins que se apagam completamente quando se esta com a pessoa provedora de tudo isso.

Quem é que pode dizer o que se fazer? Só quem esta dentro, vivendo e sentindo isso tudo que pode falar o que é ou não possível. As vezes o que é solução para você pode não ser para o outro. Qual é a saída para uma prisão invisível? Qual é a receita? Não existe nada pronto e ninguém é dono da verdade para essas respostas, acredito que quem esta de fora não tem o direito de julgar ou se quer opinar, as vezes sua opinião pode ser a sentença de morte para quem esta preso dentro desse sentimento de mutilação.  

Coração é terra que ninguém pisa, é terra que ninguém avista. 



Postado por: Daiana de Azevedo de Paulo

Categoria: Textos; Relacionamento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, Esse é nosso cantinho interativo. Fique a vontade para deixar seu comentário, saiba que todos serão lidos e respondidos com toda atenção . Lembre-se de ser educado e elegante , esta é a única regra.

Image Map