14 de jul de 2014

Wishlist de livros - Julho de 2014

Um simples passei na livraria e eu saí com uma lista enorme de livros que quero ler ainda esse ano, querer ler e comprar claro, eu sou o tipo de pessoa possessiva que não sabe ler sem TER, entendeu? Já faz um tempo não venho com essa categoria aqui no blog, a última vez foi em Maio de 2013, não que isso signifique que eu parei de comprar livros, pelo contrário, parece um vicio, quanto mais eu tenho, mais eu quero (meu esposo que não veja falando isso, estamos sem espaço para guardar tantos. rs). 

Então vamos a listinha singela desse mês:

livros





Manhattan é um lugar especial onde bruxas são esteticistas, ogros excepcionais detetives, fadas madrinhas excelentes estilistas e agências de emprego oferecem ótimas colocações a princesas, meias-irmãs e  madrastas. Olivia, de 11 anos, tem uma fada madrinha, mas esta perdeu a memória e não se lembra dos dons que lhe concedeu. Como se não bastasse, o Grande Livro dos Nomes e dos Dons, onde as fadas registram os dons dos afilhados, foi roubado e, se não for recuperado dentro de 3 dias desaparecerá para sempre!  Olivia embarca em uma missão acompanhada por ogros e outros seres para encontrar o livro e descobrir o seu dom e se ela também é uma princesa. 





Brooke e Julian têm uma vida tranquila em Nova York: ela sustenta o casal com dois empregos enquanto ele investe em sua carreira como músico. Finalmente, Julian é descoberto por um executivo da Sony e se torna um súbito sucesso, e suas vidas mudam para sempre. Os implacáveis paparazzi tanto insistem que conseguem emplacar uma foto escandalosa na imprensa - será que o casamento de Brooke vai sobreviver aos acontecimentos daquela noite fatídica no Chateau Marmont?




É melhor não viver do que não amar. Minha tristeza se tornou rotina, ninguém percebe mais. Não consigo mais dormir direito. Sinto-me egoísta. Continuo tentando impressionar as pessoas como se ainda fosse criança. Choro sozinha e sem motivo no banho. Só fiz amor com vontade mesmo uma vez em muitos meses - e você sabe bem de que dia estou falando. Já considerei que tudo isso seja um rito de passagem, consequência de eu ter passado dos 30 anos, mas essa explicação não basta. Sinto que estou desperdiçando minha vida, que um dia vou olhar para trás e me arrepender de tudo o que fiz. Menos de ter me casado com você e tido nossos lindos filhos. - Mas isso não é o mais importante? Para muitas pessoas, sim. Mas para mim não é o suficiente. 




Recorrendo à forma que consagrou nos dois volumes de O Brasil sem retoque (2001), bestsellers ainda hoje referenciais, Chagas mais uma vez explora a história contada por jornais e jornalistas para destrinchar, com cores e vozes da época, num ritmo que só mesmo a pena de um grande narrador poderia imprimir, não apenas o espinhoso e sombrio período entre 1964 e 1969 como também os dez delicados anos que precederam a tomada de poder pelos militares.  - Em 2014, a impressa dará ampla cobertura aos 50 anos do Golpe Militar no Brasil. 




Um diário costuma servir para anotar ideias, memórias ou registros do cotidiano. Keri Smith, ilustradora e artista canadense, inventou um tipo diferente de diário, que exige do usuário uma interação mais lúdica e inusitada. Com a proposta de estimular a criatividade e questionar convenções sobre a forma como lidamos com os objetos, Destrua este diário nos convida a rasgar páginas, rabiscar, pintar fora das linhas, manchar e até mesmo levar o livro para o banho. A ideia surgiu quando Smith começou a refletir sobre o início da sua carreira como artista e percebeu que o perfeccionismo tão exaltado na nossa cultura era um grande empecilho do processo criativo. A experiência fez com que ela entendesse que é preciso esculhambar a monotonia e o lugar-comum para que o novo possa surgir. 


Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida - suas alegrias e tristezas - em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madrugada.




Obs: Se clicarem no título de cada livro vocês serão redirecionadas á loja virtual que vende os livros citados. E aí meninada, alguém aí já leu um desses livros? o que acharam? tem algum bacana para me indicar ? Um beijãooooo




Postado por : Daiana de Azevedo de Paulo
Categoria: Resenha de livros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, Esse é nosso cantinho interativo. Fique a vontade para deixar seu comentário, saiba que todos serão lidos e respondidos com toda atenção . Lembre-se de ser educado e elegante , esta é a única regra.

Image Map