29 de jul de 2014

Um buraco chamado de cama

Já aconteceu de perder o sono anoite porque não conseguia parar de pensar? Ou então de deitar na sua cama e passar a noite em claro de tanto meditar? Complicado, por que isso significa que alguma coisa não caminha como realmente deveria na vida.

Algumas coisas são certeiras em tirar o meu sono, e hoje eu vou falar de duas, a primeira é o medo de ser substituída e a segunda é a insegurança, que talvez esteja ligada de uma certa maneira na primeira opção, mas mesmo assim tem suas respectividades.

Dezoito anos


Desde pequena eu tinha medo de ser facilmente substituída, pode parecer aqui um distúrbio que esteja relacionado a parte emocional da pessoa, mas era e continua sendo assim mesmo. Eu tenho dentro de mim a incrível capacidade de sempre fazer o melhor, sou viciada nisso e quando começo um projeto eu quero que ele seja perfeito. Dá o ar da graça aqui mais um problema emocional, a mania de ser perfeccionista, enquanto eu não chegar onde eu quero eu não sossego e isso é ruim porque acaba gastando totalmente a minha energia vital. Onde encaixa aqui o medo de ser substituída? Por eu sempre fazer tudo da melhor maneira possível, eu sempre vou querer reconhecimento e a ideia de uma outra pessoa poder me substituir com facilidade é para mim um filme de terror, um sofrimento sem fim. Egocentrismo? Não sei, pode até ser.

A insegurança, talvez seja ela que esta me fazendo escrever esse texto à meia noite de uma terça feira, umas das coisas que mais me perturbam é a insegurança, a incerteza do futuro, sei que o bonito, o racional , o mais saudável é tentar não sofrer pelo futuro que ainda nem chegou, ate mesmo porque muita coisa muda no decorrer do tempo, e o que você sofre hoje pode nem vir a acontecer, assim como seus desejos de hoje podem não ser mais os e amanhã. Pode ser ate coerente pensar assim , mas quem é que consegue controlar o nó na garganta, o bolo que esta la dentro do peito quando as coisas começam a fluir de maneira indesejada? A insegurança é inevitável e o sofrimento também. 

As vezes o futuro dá um medo, um medo insuportável, um medo que tira de nós a vontade  de sair da cama no dia seguinte, mas fazer o que não é? Infelizmente não dá para fazer o mundo explodir de uma hora para outra, então o jeito é encarar. 

No dia seguinte, tomar um banho bem quente, um café reforçado e esquecer os distúrbios de toda a madrugada pode ser o primeiro passo para te tirar daquele buraco chamado cama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, Esse é nosso cantinho interativo. Fique a vontade para deixar seu comentário, saiba que todos serão lidos e respondidos com toda atenção . Lembre-se de ser educado e elegante , esta é a única regra.

Image Map