16 de jun de 2014

Sobre separações

Hoje fazendo um daqueles passeios pela internet, me deparei com um casal, conhecido no campo virtual, que se separou com menos de um ano de casados. Não sei porque, mas essas coisas ainda conseguem me surpreender. 

Não é muito difícil reparar o quanto as relações estão se tornando descartáveis, bastou um erro minusculo de uma das partes, para que o casamento acabe e toda aquela magia de "Até que a morte nos separe" evapore e vai para o espaço.  Acho que essa frase deveria mudar, quem sabe um "Até que a toalha molhada na cama nos separe" ou quem sabe "Até que as calcinhas penduradas no chuveiro nos separe". E assim por diante. Eu só queria mesmo saber é até que ponto chega a paciência dessa nova geração que "espirra" e já está se divorciando.




Um dia ouvi em um filme uma filha perguntando para sua mãe o porque dela não ter se separado de seu pai, depois de ter descoberto uma traição, a mãe entre lágrimas, apenas respirou e disse: Filha, eu penas coloquei na balança e percebi que os acertos de todos esses anos são menores que os erros que seu pai cometeu. Acho que a balança dessa sociedade deve estar meio desregulada, quebrada, precisando de uns ajustes, antes que dê PT (termo que utilizo no trabalho, quando um carro dá perda total).Não estou dizendo que devemos perdoar traições, não isso jamais, porém acredito que alguns erros são perdoáveis sim, e que vale a pena "pesar" antes de tomar certas atitudes brutais. Apenas acho que cada vez menos os relacionamentos tem se tornados duradouros,  cada vez menos casais estão chegando "vivos" na crise dos sete anos, ou dos dezessete. 

Apenas desejo uma coisa, que os relacionamentos seja mais pensados. Opiniões distintas, problemas eventuais todo casal  humano, que vive sob a face do planeta Terra tem, o diferencial está naquele que consegue superar esses obstáculos com sabedoria, muita conversa e acima de qualquer coisa amor  e respeito pelo próximo. 

Sabem de uma coisa? a melhor maneira que se tem para ver se duas pessoas vão dar certo juntas é o namoro, ou o noivado, acreditem numa coisa, quanto maior a intimidade maior é a dimensão da briga, se não existir sabedoria entre os dois. Fiquem ligados nisso.

Mais uma vez venho repetir isso aqui no blog; um relacionamento nada mais é do que duas pessoas que  juntas seguem caminhos iguais.  Afinal, Acho que é essa a essência de um casamento não é mesmo? Onde duas pessoas diferentes, de lugares e vidas diferentes se unem para fazer um novo caminho igual, a vontade de estar junto é tão grande, que a vida de ambos se tornam uma só.  Então, que tal usar isso como concepção antes de entrar numa relação mal planejada?




Postado por : Daiana de Azevedo de Paulo
Categoria: Textos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, Esse é nosso cantinho interativo. Fique a vontade para deixar seu comentário, saiba que todos serão lidos e respondidos com toda atenção . Lembre-se de ser educado e elegante , esta é a única regra.

Image Map