5 de mai de 2013

Saudade acumulativa

Existe sentimento mais chato do que a saudade? Ele sempre vai , mas não demora muito está de volta com toda força renovada, é incrível como nunca conseguimos eliminar ele das nossas vidas, já perceberam a lógica do negócio ? hoje você está com saudade do passado, aí um dia você estará com saudade do passado e mais saudade de hoje, viu como é acumulativo ?




Hoje eu tenho saudade do cheiro de tangerina e eucalipto que tinha a casa da minha vó, tenho saudades da minha avó, dos encontros de família que ela fazia todo final de semana. 

Sinto saudade de passear com meus pais no Gol 1994, branco deles, geralmente em lugares onde só se viam árvores de manga, jaca  e muitos bichos, Mãe, Pai, hoje sinto falta desses lugares .
























Saudade do dia em que eu cantava junto da minha irmã e do meu sobrinho no ônibus sem me importar com que as pessoas achavam, na verdade eu achava que estava arrasando. A música ?? Lembram do Rouge ? Então eu era brega assim mesmo, mas uma brega feliz.

Saudade de quando eu chegava em casa de madrugada depois da balada e ouvia o barulhindo do bambuzal, enquanto ventava fraquinho e fresquinho. Do portão via minha mãe ainda com  computador ligado - Isso me irritava na época, mas hoje até disso sinto falta .

Saudade do tempo em que o Mario Bros era mais um jogo cheios de mistério á desvendar, wife não existia, celular era o tijolão. Olha que isso faz tempo, heim !





























Falta do cheiro do Floratta -In rose - da minha melhor amiga da escola. Saudades da escola .


Saudade de dançar com meu primo, levar nossos tombos na hora do ensaio, das nossas conversas sobre a vida, sobre relacionamentos  e no final das contas  apanhar dele. Diego, realmente doía, tá!






























Saudade de fazer unha com minha irmã no final de semana, pintar o cabelo dela enquanto víamos alguma coisa que passava na TV, comer o bolo que ela havia feito e no final da tarde brigar por um motivo tosco, como a mesma dizia ... "É tanto amor que chegava a dar choque".



























Sinto falta do meu irmão nervosinho, da minha sobrinha também nervosinha, afinal filho de peixinho peixinho é né - ou seria, filho de ferinha, ferinha é ?


Saudades, saudades, infinitas saudades. Como diz Rubem Alves, "Saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar".



























Sabe o que é mais estranho, é que eu sei que em algum dia eu voltarei aqui para escrever que estou com saudade de tudo o que está acontecendo hoje, o barulho do mar, a espera da chegada do meu esposo do trabalho, minha gatinha pulando em cima de mim, meus amigos de trabalho que tanto gosto, o cheiro de perfume na minha roupa. Enfim, haja coração pra tanta saudade acumulada. Só queria saber: Quando isso tudo termina?






Um comentário:

  1. Tenho um primo que quando estamos juntos ficamos conversando sobre a vida. Tenho saudade do tempo em que eu ano me preocupava com o amanha, só o que importava era brincar até que a minha mãe gritasse para eu entrar hehe.

    www.garotadosuburbio.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, Esse é nosso cantinho interativo. Fique a vontade para deixar seu comentário, saiba que todos serão lidos e respondidos com toda atenção . Lembre-se de ser educado e elegante , esta é a única regra.

Image Map