5 de mai de 2012

Gatos em apartamento: cuidados necessários

Ainda não tinha criado um post para contar a novidade , dia 16/04/2012 eu trouxe uma gatinha linda para meu apê , meu esposo não gostou muito inicialmente , mas logo logo se adaptou e os dois já estão  amigos que uma beleza . rsrsrsrsrsrsrs
Parece-se bastante com a dessa  foto (vou postar originais essa semana )

Aproveitando isso , resolvi escrever aqui algumas dicas de como criar gato em apartamento , geralmente é muito difícil ter animal de estimação em um espaço tão limitado , mas seguindo essas dicas dá pra ter sem problemas nenhum .
(importante é saber que quando resolvemos ter um animalzinho isso acarretará novas responsabilidades , então , se você não está muito afim de  ocupar  seu tempo mais um pouco , então , é melhor não se aventurar), para começar por esse post , tenho  convicta  noção de que só chegará ao fim das linhas desse " tutorial " aquele que realmente quer se informar sobre os bichanos , então que estiver animado lá vomos nós .

Por natureza os gatos preferem a liberdade e espaços abertos às limitações da vida num apartamento. No entanto se forem habituados desde pequenos, a casa acaba por significar para eles o seu território e, ao mesmo tempo um espaço onde gozam da sua "liberdade". O mais importante para o seu gato é a ligação que tem consigo ou com outro gato que com ele partilhe o seu território. Mesmo na casa mais pequena, os gatos conseguem emular o comportamento que teriam em liberdade.

Segurança 

Vamos visar a segurança do bichamo ,preste bastante a atenção com janelas , portas ou qualquer outro caminho que ligue seu apartamento á área externas . Se por acaso tenha varandas ou sacadas providencie o mais rápido possível telas de proteção , não deixe suas portas com brechas em que eles possam fugir , lembre-se felinos são super flexíveis e uma fenda com metade do tamanho dele já é o suficiente para escapar .


















Vacinação para gatos - Tabela

Vacina contraPrimeira doseSegunda doseTerceira doseReforço anual
Panleucopenia felina45 a 60 dias de idade21 a 30 dias após a primeira dose21 a 30 dias após a segunda doseUm ano após a última dose*
Rinotraqueíte45 a 60 dias de idade21 a 30 dias após a primeira dose21 a 30 dias após a segunda doseUm ano após a última dose*
Calicevirose45 a 60 dias de idade21 a 30 dias após a primeira dose21 a 30 dias após a segunda doseUm ano após a última dose*
Clamidiose45 a 60 dias de idade21 a 30 dias após a primeira dose21 a 30 dias após a segunda doseUm ano após a última dose*
Leucemia felina a vírus45 a 60 dias de idade21 a 30 dias após a primeira dose21 a 30 dias após a segunda doseUm ano após a última dose*
Raiva4 mesesxxUm ano após a última dose*

  • Evita ninhadas indesejadas: imagina você com 20 gatinhos/cachorrinhos e sem a mínima idíia do que fazer com eles! Se a mãe fosse castrada, eram 20 pequenos probleminhas a menos pra você!
  • Os animais castrados tem chance muuuuito menor de vir a desenvolver um tumor em órgãos reprodutivos, inclusive tumor de mama nas fêmeas.
  • O macho pára (a reforma ortográfica que me desculpe mas “pára” sem acento é um absurdo) de fazer xixi em todo canto da casa pra marcar território. Economize em desodorizador de ar!
  • O gato macho não tem mais tanto interesse em sair de casa, evitando assim que ele seja vítima de atropelamentos, se meta em brigas…
  • Animais castrados são mais comportados, porém sem deixar de manter a caracteristica de “cão de guarda”.
  • Fêmea castrada não menstrua! Sim! Chega de andar atrás da sua cadela com um paninho “naqueles dias”! Gotinhas de sangue no piso branco nunca mais!

* Deve ser aplicada todo ano.

Geralmente as vacinas resumen-se todas em

2 meses: Vacina Múltipla – Primeira dose
3 meses: Vacina Multipla – Segunda dose
4 meses: Vacina Múltipla – Terceira dose + Antirábica
















Vermífugo

Aliada à Vacinação e tão importante quanto é a Vermifugação. Os vermes podem causar anemia, fraqueza, diarréia e morte em gatinhos, por isso não deixe de vermifugar! Assim como a vacinação, a vermifugação não segue um padrão. Quem define o calendário é o seu veterinário. Maaaaas, em geral o calendário segue este esquema:

30 dias: 1a dose de vermífugo
45 dias: 2a dose de vermífugo
60 dias: 3a dose de vermífugo

Depois de adulto a vermifugação deve ser reforçada a cada 4 ou 6 meses, dependendo da região, habitos do gato, etc, etc. O veterinário irá orientar.

Importante: Não deixe a presença de vermes no seu gatinho ser confirmada para só então vermifugar!!! A vermifugação deve ser como prevenção!! O mesmo para a vacina, depois de doente, não adianta vacinar!


 Higiene dos gatinhos

Caixinha de areia e… banho?!
Uma vantagem que eu vejo dos gatos sobre os cachorros é que você nao precisa gastar horas, dias e tapetes até que seu filhote aprenda a fazer xixi e cocô no lugar certo! Os gatinhos precisam de uma bandeja sanitária própria para gatos  e de areia higiênica. “Posso usar areia comum?” até pode, mas só se for  em último caso, porque a areia comum gruda nas ‘partes intimas’ de seu gatinho e nas patinhas também, asim torna-se fonte de contaminação… mas, se você estiver disposto(a) a limpar seu gatinho (inclusive as patinhas, que enchem a casa de areia) cada vez que ele for fazer um pipizinho, serve.

 Mas o ideal é a areia higiênica, vendida em várias marcas, tamanhos, tipos e sabores! A grande facilidade da areia higiênica é que ela forma “gruminhos” em volta do xixi, ficando muuuuito mais fácil de limpar a caixinha de areia. Sem contar que algumas marcas ainda eliminam qualquer cheirinho ruim!
Todo dia você deve recolher os “gruminhos” com uma pá especial ou luva de procedimentos (aquelas luvas brancas de látex – luva de médico) e ir recolocando areia para que sempre permaneça uma camada de 5 cm no mínimo. E mais ou menos uma vez por semana troca-la por completo , aproveitando aí para lavar a  bandeja e aplicar muito desinfetante .

 “Mas como eu ensino meu gatinho a usar a caixa de areia?”  Não precisa! Gatinhos já vem com essa habilidade “de fábrica”. É só você deixar a caixinha de areia em um lugar fácil, visível e longe de fontes de água e comida. De preferência um espaço bem arejado. O gatinho só deve ser ‘apresentado’ à caixinha de areia na hora que for fazer xixi e aí, uma vez que ele saiba onde está a caixinha ele já corre prá lá sempre que necessário! Fácil, rápido e indolor. Se sua casa for muito grande, é legal que tenha mais de uma caixinha de areia, para que o gatinho não precise andar aquela ‘lonjura’ toda quando precisar.

 E quanto ao banho?! Em geral o gatinho se limpa sozinho, mas se você quiser uma ‘limpeza profunda’ pode sempre optar por um banho. Acostumando o gatinho com a água desde cedo, facilita muito na hora de dar um banho quando ele for adulto. Água morninha, sem usar produtos com cheito forte e muito amor, carinho e paciência são fundamentais, lembre-se de colocar um algodãozinho nos ouvidos para que não entre água .
Depois do banho caprichado, sem pressa , limpe com cotonete e soro fisiológico a parte das orelinhas , mas atenção para não limpar o ouvido , apenas as orelhinhas . Dê banho a cada 15 dias e aproveite para pente-alo depois para retirar os pelos mortos . 
O primeiro banho tanto pode ser uma experiência agradável e limpinha quanto uma tortura. Muito cuidado ao manusear o gatinho na hora do banho. Tudo deve ser feito sempre com muita delicadeza, evitando traumas para o gatinho e arranhões e mordidas para você!



Adestramento de gatinhos:

Lembrando que é que nem cachorro: quanto antes você ensina mais fácil de aprender. É muito parecido com o adestramento de cães, mas os gatinhos costumam ser mais…hum….independentes. Então vão aí umas dicas básicas:

* Ensinar o gato a não subir no sofá, não arranhar os móveis, ou não fazer alguma outra coisa ‘errada’: Isso exige paciência! Você solta seu gatinho no “local proibido’ (a sala com o sofá novo, por exemplo) e fica ali, escondido só esperando pelo ato maléfico. Quando o gato se prepara para subir ou arranhar o sofá você, do seu canto escondido, emite algum tipo desom alto para assustar o animal. Pode ser bater um pedaço de jornal enrolado na parede, bater com uma colher de ferro no fundo de uma panela, dizer ‘não’ em tom firme e forte, sei lá, vai da sua criatividade. Depois de dois ou três sustos o seu gatinho já vai saber que aquela ação leva a um barulho ato que ele não gosta. E vai deixar de fazer. Lembre sempre de recompensar o gatinho quando ele fizer algo certo!
* Ensinar o gato a vir quando você chama: Tem gente que fala que o ruim de gato é que eles nunca vem quando você chama. Se você tiver um gatinho com um nome fácil e usar um tom de voz especial só pra ele (e recompensá-lo cada vez que ele vier) ele vai aprender logo a atender quando você chama. (Essa parte eu nunca consegui pôr em prática com o meu gato. Você chama ele, ele te olha com aquela cara de ‘o que é, mortal?!’ vira pro outro lado e dorme de novo…)

* Na hora de chamar para comer o item de cima também é válido. O ‘esquema’ é criar umapalavra própria para comida, numa entonação particular (pode ser “papar”, “comidinha”, “nhami nhami” sei lá…minha mãe fala “comida de gatô” e bate as tigelinhas três vezes na mesa. Os gatos vem correndo de onde estiverem na hora!).

* Petiscos, petiscos e hummmm….petiscos: Seu gatinho fez algo certo? Recompense com comida. Petisquinhos, um pouco de leite… o que ele gostar mais. Mas nunca esqueça: petiscos e amor gastronômico demais criam animais obesos! Muita calma nessa hora!

Sentar, deitar, rolar, buscar a varetinha: Não. Isso já não dá. Não que o gato nao tenha inteligência suficiente para aprender estes comandos que nem os cães… aliás, eu acho que os gatos têm é inteligência demais pra isso. Eles devem pensar: ‘Pra que sentar se depois ele vai mandar eu levantar, e aí deitar e rolar…bah…vou é dormir que eu ganho mais…’.
O adestramento de um gato se resume em retirar ações indesejáveis e incluir ações desejáveis, mas mandar um gato sentar ou deitar é muito dificil! Tem gente que diz que conseguiu, mas eu ainda tô pagando pra ver!

 IMPORTANTE PARA A CRIAÇÃO 
1 Caixinha de areia
1 Coleira (guizos e sininhos são opicionais)
2 Tigelinhas (uma para comida e outra para água)
No mínimo 1 arranhador
Brinquedos à vontade
1 Caminha ou cestinha fofa e confortável
Ração para filhotes
Shampoo anti-pulgas
Colônia anti-odor
1 escovinha para pelo
Muito amor, carinho e paciência.


CASTRAÇÃO

A cirurgia é super tranquila mesmo, principalmente nos machos. Nas fêmeas é um pouco mais invasiva, levando mais ou menos uma semana pra ela se recuperar totalmente (o macho se recupera em um ou dois dias). O preço varia de veterinário pra veterinário, mas não é nada muito absurdamente caro, sendo a cirurgia das fêmeas sempre um pouco mais cara que do macho.
A gente ouve falar por aí “ah eu castrei meu gato e ele ficou mole, gordo, preguiçoso…”, isso depende mais do proprietário do que do animal! O apetite aumenta, é verdade, mas se o proprietário continuar dando a mesma quantidade de comida anterior, entao não tem como o animal engordar… o mesmo vale pro animal mole e preguiçoso. O que deixa o animal bobo e molenga é o aumento de peso! Controlando a alimentação não tem perigo de obesidade e preguiça!
Outro fator muito importante da castração é o controle populacional. Digo aqui pra vocês que se todos os animais dos quais não se quer uma cria, fossem castrados não teríamos tantos cachorro e gato de rua, afinal eles são reservatório pra tanta doença que vcs nem imaginam! Por isso, castração já ! 


Como sempre , aproveito o post para colocar fotos que gosto , gente por enquanto é só isso , mas para frente , se com a experiência eu me lembrar de algo venho aqui no BLOG acrescentar mais detalhes , agora é só curtir seu bichinho , que afinal será a alegria da casa , principalmente para casais como no meu caso que ainda não tenham filhos . Com relação a quem quer mais de um animal os cuidados devem ser redobrados , e de preferência eles devem ser criados juntos , existem gatinhos super anti-sociais e se sentem feliz por si só , já tem outros que são solitários , então cabe ao dono conhecer e identificar a personalidade do seu animalzinho  .

Amei minha Dóris, ela está sendo nossa grande amiga  .



2 comentários:

  1. Ola tudo bem?
    ha cerca de 2 anos tive um gatinho que era tudo na minha vida, e toda a familia gostava dele o problema é que a urina dele cheirava muito mal, mesmo com areia aromatica, entao minha mae decidiu muda lo para uma casinha no jardim onde guardavamos coisas e tinha um espaço grande, mas infelizmente ele conseguiu fugir e nunca mais apareceu eu fiquei muito triste. Atualmente estamos noutro país e estamos morando num apartamento so que tenho medo de o gato que irei adotar ter o mesmo problema que o outro( a urina) o que faço? Obrigada :) beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem sim.

      A mudança do seu gatinho para o quintal sem dúvidas acarretaria em sumiço do bichinho, gatos ou cachorro tanto faz, quando criados dentro de casa ou apartamento não se acostumam com muita facilidade a ambiente abertos e acabam arrumando um jeito de fugir, as vezes apenas na intenção de explorar mais do mundão lá fora. Muito triste isso , a gente quando acostuma com um bichinho e ele some bate a maior tristeza. Sei como é.

      Olha, realmente seu medo não é atoa, mas alguns cuidados vão fazer com que o gatinho não urine pela casa, a primeira coisa a fazer é castra-lo, gatinhos na fase da adolescência sempre são agitados e tendem a querer marcar território, e obvio que o meio deles fazerem isso é urinando em certos locais. Segundo, mantenha sempre caixa de areia limpa, de preferencia se foi mais de uma, melhor ainda. Mantenha-o sempre distraído, brinque bastante com ele ou compre aqueles brinquedinhos mesmo próprios para os bichanos. Uma coisa importante é evitar tapetes, isso não tem jeito, gatos e cachorros tem uma fixação por tapetes absurda, então esse é um item "decorativo" que devemos abrir mão, até podemos tentar mas se não tiver jeito, é melhor se desfazer dos tapetes. Infelizmente nem sempre podemos ter tudo e com certeza um gatinho vai trazer muito mais alegria para casa do que um pano qualquer no chão. Não acha ????

      Para você ter mais sucesso é importante que você adote um bichinho novinho okay? Assim você vai colocar ele do seu jeito.

      Meu amor, obrigada pela sua visita no blog, que você possa voltar sempre e deixe seu nome tá . bjs com carinho Daiana.

      Excluir

Obrigada pela visita, Esse é nosso cantinho interativo. Fique a vontade para deixar seu comentário, saiba que todos serão lidos e respondidos com toda atenção . Lembre-se de ser educado e elegante , esta é a única regra.

Image Map