21 de ago de 2017

ProfAnna - Editora Penalux

Profanna editora penalux


Eita que eu estou morrendo de tanta alegria, dia 11 de agosto eu recebi uma caixa enorme cheia de exemplares de ProfAnna.

Não sei explicar o sentimento de ter uma história que você escreveu publicada, em forma física, ali pronto para rodar o país. Tem noção do que é saber que aquela história estará nesse mundo para sempre mesmo quando você não estiver mais nele? Inexplicável a sensação.

E sim estou relendo ele pela milésima vez e muito satisfeita da mensagem que eu gostaria de passar com esse livro. Comecei a escrita do mesmo a três anos atrás, e ainda gosto de tudo que expus. Espero que meus leitores também entendam e que ele possa mudar o conceito das pessoas sobre a opção que cada um faz sobres suas próprias vidas.

Pra você que sempre me apoiou um muito obrigada, as vendas dos exemplares com autográfo foram limitadas, apenas cinquenta exemplares e já esgotou.. Se você não quer ficar sem ler, então pode adquirir o seu exemplar pelo site da editora. 


Em breve farei parceria com blogueiros e youtubers  e incluirei nesse post resenhas pra você conhecer mais. 


13 de ago de 2017

Resenha: O treinador do meu sobrinho




Título : O treinador do meu sobrinho 
Autor: Vanessa Gramkow 
Editora: Editora Ella   
Gênero: Romance
Páginas: 146
Compre: Aqui


Autora


Vanessa Gramkow, Nasceu em 22 de setembro de 1982 na cidade de Presidente Getúlio (SC), onde permanece morando com seu marido e filho. Formou-se em Pedagogia, com especialização em Educação infantil e Anos Iniciais, e atua profissionalmente como professora, área na qual adora trabalhar, pois não apenas transmite conhecimento como também sabe que educar é um auto de amor. 

Apaixonada pela leitura, nas horas vagas dedica-se a realizar um grande sonho, ser escritora, com o objetivo de fazer com que seus leitores, em cada história, reflitam sobre pequenos momentos da vida. 



Sinopse 

Duda aprendeu que a vida não era fácil, mas nunca se deixou abater pelos obstáculos. Conhecida por sua personalidade ousada, ela valorizava sua própria liberdade acima de quaisquer sentimentos. A vida estava sempre sob seu controle… até seu sobrinho, o jovem tenista Igor, garantir-lhe que André, seu treinador, seria o “homem ideal” para ela. Duda não acha que precisa de qualquer relacionamento sério, aliás, aprendeu que o amor não existe para todos, especialmente não para ela. Por isso, tudo soava muito divertido quando Duda soube que finalmente conheceria o “tão mencionado” André; o problema é que o tal “homem ideal” era um babaca que parecia muito disposto a irritá-la. Agora, Duda precisará lidar com as expectativas românticas de seu sobrinho, a monitoria estressante de sua irmã mais velha, o confronto com seu próprio passado doloroso e a verdade de que nunca é tarde para aprender a amar.




Resenha 


Quando recebi o livro pela Vanessa eu fiquei muito feliz pela confiança no meu trabalho resenhando aqui no blog, agora também sou escritora e entendo perfeitamente, inclusive do outro lado o quando uma resenha é importante para um livro e para quem o escreveu. É responsabilidade minha gente, porque além do escritor ficar sabendo como sua obra é vista, tem um leitor também que você deve instigar a saber um pouco mais da obra, porém com muita verdade. 

Já disse aqui várias vezes que eu como blogueira amo de mais resenhar livros nacionais, são raros os que trago aqui que não são, a não ser que eu realmente goste muito. Então "O treinador do meu sobrinho" é mais uma dessas histórias nacionais que trago pra vocês e com muito amor e admiração, porque nesse mundão literário está cada vez mais difícil de realizar sonhos. 

"O treinador do meu sobrinho" é um livro muito leve, daqueles que você termina de ler em uma tarde, particularmente gosto de livros assim, diretos e rápidos, apesar dessa característica que pra mim é super positiva o livro não deixa a desejar no fato de ser rápido e ser vazio, pelo contrário a Vanessa conseguiu passar tudo o que a personagem sentia com maestria, sem se tornar cansativo. 

Duda é uma personagem muito atual, o tipo de mulher que entende que o amor machuca, quantas vezes depois de uma desilusão já nos falamos que jamais na vida iriamos amar de novo?  A verdade é que as pessoas estão cada vez mais assim, se resguardando, evitando contatos mais profundos com o mundo, não que seja fria, é apenas uma armadura. 

No decorrer da história, Duda conhece André o treinado de tênis do seu sobrinho, um cara que a irrita bastante pela maneira impetuosa de ser, mas que aos poucos vai despertando um outro lado nela, que na verdade estava adormecido, ou que talvez nem existia.  

Um livro bem Clichê, com cheirinho de sessão da tarde com algumas cenas picantes, inclusive após terminar a leitura consigo visualizar cada cena como em um filme.  Recomendo pra quem está desiludida com o amor, posso dizer que estava um pouco e que mudei minha perspectiva após a leitura. Será que dá pra amar sem se machucar? Será que dá pra viver um amor reciproco que vai além dos prazeres na cama?  Recomendo a leitura se você estiver com dúvidas se isso é possível . 

Para a Vanessa desejo todo o sucesso do mundo, e que venha muitos e muitos livros, porque só nós escritores sabemos o quanto é gratificante pegar uma história nossa, assim, nas mãos, é dar vida aos personagens, é saber que eles estarão aí pra sempre mesmo que nós não estejamos mais. 

Recomendo em um próximo tentar aproveitar mais as cenas, talvez dar mais ênfase as cenas de maior importância, assim você terá um livro mais completo, sem nos deixar essa sensação de "quero mais", a não ser que esse tenha sido seu objetivo. rsrss 


Um grande beijo e até o próximo post.











30 de jul de 2017

Festa Julina e Serestas em Conservatória - RJ

Conservatória  é um dos distritos da cidade de Valença, região do vale do café, sulfluminense.  Participei ontem (30/07/17) de uma excursão para a cidade que partia de Paracambi, com o objetivo de curtir um dos melhores arraiás da região. Quem me conhece saber que eu sou louca por uma festa junina/julina/agostina  rsrs , porque nós brasileiros não temos limites e o que era pra ser um único mês de festa transformamos em três. rsrsrs 

Então a louca aqui decidiu de ultima hora participar da excursão organizada pela Betânia Carvalho, uma amiga que venho considerando cada vez mais. Que pessoa iluminada. Que seu trabalho com turismo seja cada vez mais abençoado querida. Então quem quiser conhecer a região fale com ela e veja na agenda quando será a próxima. 


Conservatória é uma cidade pequenininha, pitoresca,  o centro da mesma é dividido em três pequenas praças e quando chegamos as três estavam tendo festas diferentes. Dá pra acreditar nessa animação toda?  Assim que chegamos já damos de cara com  ícone da cidade, A  Locomotiva 206  , fabricada em 1910  aqui conhecida como a Maria Fumaça.   A história por trás dela é muito bonita, vale a pena conhecer. 




E a história dessa cidade não acabou por aí, conheci também o famoso "Túnel que chora"  construído em 1880 por escravos para facilitar o transporte de grãos de café na cidade. O nome do túnel é este devido a aguá pura que corre entre as pedras por  uma  fonte no entorno do mesmo, chamada de "Fonte da Saudade".  





Ainda não acabou a história não, a cidade é conhecida como distrito mundial da Seresta então todos os finais de semana tem um choro na praça principal que vai em forma de procissão pelas principais ruas da cidade, que obviamente tem nome de música. Mas algo extremamente incrível é que as casas têm nome também de músicas e quando os seresteiros vão passando de fronte à elas eles cantam a musica escolhida pelos proprietários daquela casa.  A melhor tequila da cidade fica no restaurante Dó Ré Mi, muito bem localizado aliás. 





Mas o meu coração ficou mesmo foi no Bistrô do Poeta, conheci os donos que vieram da cidade de Cabo Frio (Região dos lagos que amo tanto) para morar em Conservatória e resolverão abrir o restaurante mais charmoso da cidade.  A decoração me deixou de queixo caído, além do banheiro com a parede coberta por capas de discos de vinil , as mesas também tinham discos, no salão uma outra parede decorada de folhas de dicionários. Mas nem para por aí, o que me encantou mesmo foi a música e a diversão do povo desse lugar, gente o rock in roll do Marcello Mello, pai da proprietária do estabelecimento colocou todo mundo pra dançar se quiser ver o vídeo está lá no meu álbum do face.  Eu fiquei é apaixonada. 






E foi essa a minha noite nessa terra apaixonante, eu saí de lá querendo voltar e sem dúvidas voltarei. Um cantinho desse tão perto da minha cidade que eu não tive a oportunidade de conhecer anteriormente.  Recomendo essa viagem pra todo mundo. Além de tudo que falei as lojas de artesanato são maravilhosas, lojas de queijo, cachaça, roupas de frio, chapéus. Vale muito a pena levar um dinheiro pra voltar com algumas lembranças. Fica a dica.  Os preços são super acessíveis, mesmo sendo cidade turística não achei nada exorbitante. 

Um beijo e até a próxima Conservatória. 
Image Map